Jesus sabia muito bem qual era a Sua missão ao vir a este mundo. Veio proclamar as Boas Novas do evangelho que traz esperança de libertação do poder do pecado. Veio sofrer a sentença de morte que pesava contra a raça caída para tornar real esta libertação. 

A libertação provida pela morte substituta de Jesus alcança as duas dimensões: Primeiro, liberta-nos da sentença de morte que foi proclamada contra nós em consequência do pecado de Adão, do qual participamos como raça e, segundo, em consequência de nossos próprios pecados. Assumindo a culpa da raça e a culpa individual de cada pecador, mesmo antes de este nascer, Jesus oferece libertação a todos. 

Este é o evangelho eterno que Jesus comissionou a Seus discípulos proclamar, e comissiona a cada pecador liberto pelo poder deste evangelho. 

Aceitando a graça de Deus em Cristo Jesus, é obtida a libertação do pecado. O pecado já não mais tem domínio sobre o pecador liberto, fazendo-o obedecer à voz do inimigo e praticar os desejos das paixões. Deixa de ser um instrumento de iniquidade, alguém em revolta contra Deus e em desarmonia com a Sua lei moral. Antes, oferece-se a Deus como quem ressurgiu da morte do pecado para a vida para Deus e como instrumento de Sua justiça. Esta experiência tem lugar quando a graça é aceita, Jesus, com seu poder para libertar do pecado, porque Ele já venceu o autor do pecado.

João, O apóstolo do amor, em suas mensagens no livro do Apocalipse informa que o evangelho das boas novas de salvação é o mesmo desde a entrada do pecado até ao último convite de amor da parte de Deus: “E vi outro anjo que voava no meio do céu. Ele tinha de proclamar um Evangelho eterno a todos os que habitam sobre a terra: A toda nação, tribo, língua e povo”. – Ap 14:6 – Tradução Ecumênica da Bíblia.

“Proclamar um Evangelho eterno”. O que é eterno não sofre alteração em tempo algum. É o mesmo para todos os habitantes da Terra através de todos os tempos.

Sem o Velho Testamento, apresentando o plano da graça redentora através de tipos, em ritos e símbolos, nos serviços do santuário, do tempo de Cristo para os nossos dias, não saberíamos explicar a passagem de um Homem pelo mundo, que se proclamou o Filho de Deus, o Filho do Homem e Salvador do Mundo. Este Homem, Jesus, é o evangelho eterno que somos comissionados e desafiados a proclamar, para libertar pecadores.

Texto por: Pr. Albino Marks

GPS - Guiados Para Servir

abracook

Com o objetivo de demonstrar  afeto, carinho e amor ao próximo os jovens do GPS (Guiados Para Servir) da Igreja Adventista do Rio de Janeiro,  participaram da manifestação do abraço na última quinta-feira, 22 de maio, data comemorativa do Dia do Abraço. A ação aconteceu em frente ao estádio do Maracanã.

Faixas, cartazes e um boneco grande com a frase Dia do Abraço chamou a atenção das pessoas que praticavam esporte  em volta ao estádio e paravam para observar a campanha.

Além de dizeres sobre a saúde e a importância do amor, os jovens realizaram serenata ao ar livre com músicas sobre amizade e o afeto, acompanhados de instrumentos  musicais.

A juventude aproveitou para distribuir livros sobre: A Grande  Esperança, do autor Alejandro Bullon e também entregavam para  os esportistas garrafas de água com mensagens sobre o Dia do Abraço, além de um abraço apertado.

Fábio Cris Nunes que corria no local, recebeu o livro e ganhou muitos abraços, apoiou a atitude dos jovens. “Eu já tinha visto na internet sobre o Dia do Abraço, mas não imaginava encontrar essa galera animada fazendo a diferença. Com certeza, vou ler o livro que ganhei e parabenizo a juventude”, disse.

1904095_717933398264659_1641964156093300002_n

Dona Iona da Silva, que mora no bairro, passava pelo local acompanhada da família, parou para observar a movimentação, também ficou surpresa e feliz em em ver a alegria dos jovens. “É tão bom ver esse grupo alegre, cantando e passando mensagens de amor. Quero que meus netos também sejam assim”, afirmou Iona.

De acordo com um dos coordenadores do projeto, Romulo Silva Antonio, o objetivo foi alcançado. “Estamos vivendo um momento bem violento no Rio, temos a Copa e também os problemas conhecidos do pós modernismo onde as pessoas não tem tempo pra nada muito menos para valorizar coisas pequenas e importantes como um abraço. Por isso  o GPS quer fazer a diferença no Rio de Janeiro e assim cumprir a missão”, destaca.

De acordo com o pastor dos jovens da Igreja Adventista Central do Rio de Janeiro, Ricardo Ribeiro, que acompanhou o grupo durante a ação o propósito da juventude é essa de seguir os ensinos do Mestre. “Devemos falar de Jesus a todos. Pois a volta de Jesus se aproxima”, ressalta Ribeiro.

Além da ação ao redor do Maracanã, o grupo entregava livros nas paradas de  ônibus e fizeram  serenatas dentro dos veículos em cada parada próximo ao estádio.

“A melhor maneira de desejar para alguém um feliz Dia do Abraço é dando um abraço. Não tem valor que pague falar do amor de Deus para o nosso semelhante. Quero viver pra sempre por Jesus e estar preparada para a volta de Cristo, sendo guiada por ELE para salvar pessoas que ainda não conhecem esse verdadeiro amor”, concluiu a jovem Ana Paula Barbosa.

[Equipe ASN, Dina Karla Miranda]

Grupo evangeliza no Rock in Rio 2013

Grupo aproveitou oportunidade para desenvolver projeto evangelístico que explora linguagem do programa

Com cartaz, adesivos e distribuição de água, jovens adventistas  do Rio de Janeiro se aproximaram das pessoas que saíam do festival Rock in Rio, na Barra da Tijuca, na madrugada do dia 22 de setembro.  A frase “saiba mais sobre o maior show de todos os tempos” e a garrafa com o rótulo “um cara que deu a vida pelos seus fãs” atraiu a atenção de quem passou pelo projeto God in Rio.

O idealizador da iniciativa,o publicitário Agnes de Araújo, de 22 anos, diz que a ideia surgiu após o grupo ter ido às manifestações do mês de julho. Enquanto a maioria pedia a diminuição do valor das tarifas de ônibus, eles entregavam o livro “A Grande Esperança” para quem estava no protesto. “Desde então, juntamos a ideia mais a força de vontade de outros jovens e fundamos este movimento em prol do evangelismo criativo”, explica.

A partir daí, Agnes sentiu que  não poderia deixar o maior festival de música rock passar em branco. “Vendo estes eventos, que para gente é loucura ver as pessoas ficarem dias nas filas esperando para ver seus ídolos que não os conhecem, concluímos que é o amor que motiva esses fãs. Quem dirá a nós, cristãos, que adoramos um Deus que conhece cada detalhe nosso, devemos mais ainda fazer “loucuras” por Ele. Devemos ser mais que fãs, devemos ser discípulos”, complementa. A ação contou com a presença de 16 jovens com idades entre 12 e 25 anos.

Jovens utilizaram mensagens diferenciadas para atrair a atenção daqueles que teriam contato com o material

 A diretora associada de jovens da igreja adventista Freguesia, Thayane Carvalho, de 23 anos, lembra da reação das pessoas ao receber a garrafa de água. “Era muito engraçado quando falávamos que era presente, que não precisava pagar. Alguns não acreditavam, outros agradeciam muito, mas a maioria recusava. Teve uma menina que falou para o amigo cheirar a garrafa porque, com certeza, a água estava batizada”, acrescenta.

O mais novo do grupo, Nathan Amaral, de 12 anos, arrancou risadas do grupo ao distribuir os adesivos porque os chamava de “folhetinho da vida eterna”. “Quando uma pessoa recusou pegar o tal folheto, ele logo respondeu para que tivesse cuidado. A surpresa veio quando a pessoa voltou, pegou o adesivo e pediu desculpas pela atitude”, descreve Thayane.

“Ser louco por Jesus é romper a barreira do comodismo cristão e viver intensamente o cristianismo vivo. Este tipo de atitude nossa é apenas um aperitivo do que ainda podemos fazer em nome de dEle”, identifica Araújo, que já espera pela próxima oportunidade.

“Ver jovens trabalhando assim, fora da “caixinha” da igreja, é sempre muito bonito e inspirador. É um dos sinais da breve  volta de Cristo e isso mexe com qualquer pessoa, seja cristã ou não. De fato, esses jovens causaram um impacto àquelas pessoas que receberam os presentes e se perguntaram o por que de ter ali gente dando água enquanto todos vendiam, indo enquanto todos voltavam, sorrindo animados enquanto todos só queriam dormir”, avalia o publicitário.

Para ele, por mais que alguns estivessem muito bêbados ou cansados para refletir tais atitudes , permanece a certeza de que o Espírito Santo vai relembrá-los e, após uma releitura, terão mais uma chance de conhecer o ídolo que nunca vai desapontá-los. “Jesus quer usar cada um para fazer a diferença, seja em projetos assim ou individualmente. Mas cabe a cada um permitir ser usado por Ele. No início pode até parecer loucura , mas no céu você vai descobrir que foi a loucura mais sensata que já fez.”

“Precisamos ser ousados. Nós não somente temos a mensagem, mas somos a mensagem. O vazio que esses milhares de jovens estão tentando preencher com rock, só será verdadeiramente preenchido por Cristo”, concluiu o líder de jovens da Igreja Adventista do Rio de Janeiro, pastor Max Schuabb.

[Equipe ASN, Dina Karla Miranda e Thaís Carvalho]